O professor Secundino




Entrei na sala de aula
e com um pouco de medo tremi,
quando vi
 o professor do primeiro ano,
tão grande dentro da sala...
Um gigante; foi o que senti.
Era o professor Secundino
cá para mim de meter medo
e que parecia guardar o segredo
que antes de ser  grande
nunca fora pequenino.
Tímida de olhos no chão,
olhei os pés... que grandes!
Depois as pernas... tão altas!
Depois o tronco... tão forte!
Até que encontrei os olhos
e que  engraçado,
tinham um olhar brincalhão.
Ainda atordoada percebi  ele dizer:
 - Sentem-se!
Sentei-me e olhei em volta
e vi a alegria solta
no contente olhar
de todos os meninos,
que já sem medo de falar
sentiam que o professor Secundino,
ali de pé à nossa frente,
não era apenas um gigante
mas que era gente
e que já fora pequenino!

Fernanda R-Mesquita


Comentários