As palavras



Brincam comigo as letras, sim,
me confundem e fazem questão
de saírem de dentro de mim,
sem que eu lhes consiga dizer não.

Aos sentimentos discretos,
elas têm uma forma especial
de os deixarem descobertos
de forma tão natural!

Quando eu penso que já está,
que já não vou mais escrever,
que mais palavras não há,
que mais nada tenho para dizer...

Vêm palavras teimosas,
querem elas assim viver,
em poemas ou em prosas
para quem as queiram ler.

Porque me confundem assim,
 porque brincam comigo,
 porque vivem em mim
e viver sem elas não consigo?...

Fernanda R-Mesquita



Comentários